PT  /

KEYNOTE SPEAKER

JULIAN THOMAS

Julian Thomas nasceu em Epsom, Surrey (UK) e estudou nas universidades de Bradford (Licenciatura, 1981) e Sheffield (Mestrado, 1982 e Doutoramento, 1986). Desempenhou funções académicas na Universidade de Wales, Lampter (1987-1993) e na Universidade de Southampton (1994-2000). Desde 2000 é Professor de Arqueologia na Universidade de Manchester.

As principais áreas de investigação de Julian Thomas são o Neolítico da Grã-Bretanha e da Europa Ocidental e a teoria, filosofia e história da arqueologia. Os temas de pesquisa específicos incluem a fenomenologia e os “novos materialismos”, a cultura material e a identidade, a relação entre a arqueologia e a antropologia, e a influência das tradições do pensamento moderno na interpretação arqueológica. Julian Thomas dirigiu escavações arqueológicas no monumento tipo henge Pict’s Know, no complexo cursus de Hollywood e no recinto de Dunragit, no sudoeste da Escócia e foi diretor do projeto Stonehenge Riverside Project. Desde 2010, juntamente com Keith Ray, desenvolve um projeto de investigação sobre a pré-história do sudoeste de Herefordshire. Este envolveu já a escavação de Olchon Court Farm, um complexo cairn da Idade do Bronze e de Dorstone Hill, um conjunto de estruturas que incluem mamoas alongadas e um recinto de fosso segmentado (“causewayed enclosure”).

A obra de Julian Thomas inclui os livros: Time, Culture and Identity (1996), Archaeology and Modernity (2004), The Birth of Neolithic Britain (2013) e (com K. Ray) Neolithic Britain: The Transformation of Social Worlds (2018). Recentemente, foi um dos editores de The Encyclopedia of Archaeological Sciences (Wiley 2019). É membro do conselho editorial das revistas The Journal of Social Archaeology, Journal of Material Culture, Time and Mind, e Current Swedish Archaeology. Em 2018 integrou o grupo de trabalho internacional Chaco Landscapes, o qual produziu um relatório dirigido ao Departamento de Parques Nacionais (National Parks Department) dos EUA sobre a preservação das paisagens pré-históricas no Novo México. Tem desempenhado o cargo de secretário no World Archaeological Congress, é vice-presidente do Royal Anthropological Institute e é um membro vitalício da Collingwood Society.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now